Diogo Maia‎ > ‎

Vida, mais música


 

        Diogo Maia Santos nasceu em 1984, em Brasília. Formou-se em 2001 na Escola de Música 
da cidade – CEP-EMB, sob orientação de José Nogueira Jr. e Luiz Gonzaga Carneiro. Em 2001 iniciou
estudos com Cristiano Alves e em 2006 bacharelou-se em clarinete na ECA-USP, sob orientação 
de Luis Afonso Montanha. Atualmente, integra quinteto de clarinetes Sujeito a Guincho, o grupo 
instrumental Seis com Casca e Grupo de Performance Avançada da USPDesde 2011, é 
claronista/clarinetista da Orquestra Sinfônica do Teatro Municipal de São Paulo e atua como 
convidado em diversos grupos, como OSESP, OSUSPOrquestra Jazz SinfônicaCamerata Aberta 
e Percorso Ensemble – tendo gravado CDs com estes dois últimos.

        Na música popular, tem participado frequentemente de shows e gravaçõesao lado 
de grandes músicos, como Hermeto Pascoal, Leila Pinheiro, Mônica Salmaso, Cristina Buarque, 
Vittor Santos e Leandro Braga. Trabalha com teatro, escrevendo e produzindo trilhas; e, 
junto com o clarinetista Daniel Oliveira, forma o duo Clownrinetas, em que desenvolve 
uma pesquisa de clown e música. 

        Em 2015, defendeu sua Dissertação de Mestrado na ECA-USP, e sob orientação de Gil Jardim.
Com o título A reelaboração e a relação com a obra musical: uma reflexão sobre fidelidade, criatividade
e crítica na prática de reelaboração musical
, o trabalho identifica propósitos e funções da
reelaboração expondo uma investigação histórica, conceitual e filosófica a respeito dessa prática.
O trabalho revela diferentes perspectivas através das quais é possível tratar a obra musical nessa atividade.
    
        Diogo já se apresentou em diversos palcos nacionais e internacionais, dentre os 
quais na sala Rachmaninov do Conservatório Tchaikovsky em Moscou; no Centro de Cultura 
Brasil-Alemanha em Munique; e em duas oportunidades como solista, no Theatro Municipal 
de São Paulo e auditório do MASP. Já participou de projetos por todo o Brasil junto aos SESCs,
 SESIs e Pontos de Cultura.

        Em 2005, participou do premiado CD Villa-Lobos em Paris, dirigido por Gil Jardim. Com o 
grupo Seis com Casca, lançou dois CDs, em 2006 e 2012. Ministrou aulas em duas edições do 
Festival Música nas Montanhas, em Poços de Caldas, e no Festival de Música de Prados; e foi professor de 
clarinete na Universidade Adventista de São Paulo. Em 2003, Venceu o concurso Jovens Interpretes 
da Música Brasileirado Centro Cultural São Paulo; três anos depois, ganhou o 1° Prêmio Estímulo 
OCAM e foi, por três anos, vencedor do Projeto Nascente da USP, nas categorias Popular e Erudito).

        Diogo Maia é artista RICO/D'Addario Woodwinds, e toca com clarinetes Selmer Signature e clarone Selmer Privilège.



    Soundcloud
   

Comments